ECONOMIA

Filho do ex-chefe da Administracão do kremlin acusado de estar a arruinar a maior empresa em mineracão de diamantes do Mundo

Publicado em: 04/05/2020 23:09:04
147 72
imagem de noticia

O filho do ex-chefe da Administracão do Kremlin, tem estado a ser acusado de estar a arruinar a maior empresa de mineracão de diamantes do Mundo, conhecida como a Alrosa.

Segundo avança um dos Jornais russo, numa publicacão com o titulo “ Diamond Boy” as receitas da Alrosa, escreve, têm estado a cair, enquanto que os lucros da Administracão crescem todos os dias a uma velocidade inimaginavel.

A três anos como gestor da empresa , Sergey Ivanov Jr. atingiu actualmente a uma carreira de sucesso, graças aos laços políticos do seu pai, filho da Administracão do kremlim, conforme faz saber o Jornais russo, numa matéria publicada no dia 30 de abril do corrente ano.
Em Março, Sergei Ivanov foi eleito para um novo mandato, para os próximos cinco anos. Ao mesmo tempo, membros do conselho fiscal da empresa estatal de diamantes votaram por unanimidade no filho do representante especial de Vladimir Putin.

Aparentemente, nem o Ministro das Finanças Anton Siluanov, que chefia o conselho de supervisão da Alrosa, nem os seus outros colegas ficaram embaraçados com o desempenho fracassado da empresa.
De acordo com as estimativas do "Interlocutor", em 2019, os membros do conselho da "Alrosa" ganharam uma média de 143,2 milhões de rublos por pessoa. Isto é 3,5 vezes mais que no ano anterior (40,9 milhões).

Se em 2018, de acordo com os relatórios trimestrais da empresa, a remuneração total dos 8 principais gerentes chegou a "apenas" 327,7 milhões, então no ano passado a composição mutilada do conselho de 6 pessoas já dividia 859,2 milhões entre si.
Ao mesmo tempo, o lucro líquido da Alrosa no mesmo ano diminuiu 31%, totalizando 63 bilhões de rublos. (de acordo com o IFRS). E já no primeiro trimestre deste ano, a empresa até uma perda de 7,481 bilhões de rublos. (RAS).

Na "Alrosa", o fracasso foi explicado como "enfraquecimento da moeda nacional". Realmente há uma conexão. Como o Interlocutor estava convencido, 96% da dívida da empresa estatal russa é em moeda americana.
Em 31 de Dezembro, os empréstimos e dívidas totalizavam quase US $ 1,9 bilhões.
No entanto, escreve o Jornal russo, no final de 2017, o lucro da Alrosa caiu 41%, e a empresa explicou o motivo ... pelo contrário, o fortalecimento do rublo! E isso também tem lógica: afinal, a empresa recebe a maior parte de sua receita com vendas no exterior.

Em geral, todas as falhas sempre podem ser atribuídas a flutuações do rublo em qualquer direcção.
Como mostrou a análise do "Interlocutor", dos 12 membros principais da equipe de Ivanov na liderança de "Alrosa", pelo menos quatro estão conectados a ele em seus empregos anteriores.

O diretor-geral Evgeny Agureev que havia estado anteriormente em Sberbank em que Ivanov era vice-presidente sénior do banco estadual. Outros deputados, Vladimir Kozlov e Olga Makarova, trabalhavam em Sogaz, cujo conselho era chefiado por Ivanov. E outro vice de Ivanov, Vladimir Marchenko, está associado a ele para trabalhar no Gazprombank.

O que está por trás das nomeações dos filhos de Ustinov e Ivanov?
O jornal russo acrescenta, que tudo indica que se o "filho prodígio" Ivanov, for nomeado chefe das Ferrovias Russas ou Roscosmos, o seu povo o seguirá até lá também.

O principal activo na gestão doméstica é a comunicação, e não o profissionalismo.
Os nossos gerentes super talentosos que dirigem bancos e obtêm diamantes, que lançam foguetes para o espaço e treinam sobre trilhos são todos um.

Todas as estradas levam a Putin

A nomeação de Ivanov Jr., como chefe da Alrosa- há três anos, aconteceu graças a Yury Trutnev, avança o Jornal, enviado presidencial no Distrito Federal do Extremo Oriente.
É Trutnev, de acordo com a nossa cópia da carta de Siluanov ao presidente Putin (a correspondência do ministro foi publicada pelo canal de televisão BlackMirror) que fez lobby pela renúncia do ex-chefe da empresa estatal Fedor Andreev.

E Trutnev, no entanto, três anos depois anunciou publicamente o aparecimento de Ivanov Jr., à frente da Alrosa.
Coincidentemente, o próprio Trutnev como plenipotenciário já foi promovido por Ivanov quando ele era chefe da administração presidencial. Uma combinação tão simples de "bash on bash".

Sentença
No final de Março, um tribunal de Yakut condenou dois gestores da Alrosa que estavam no comando do Mirny GOK, num desastre na mina de diamantes Mir. O director Alexander Kisilichin e o engenheiro-chefe da empresa Alexander Mann, por violar as regras de segurança de mineração que causaram a morte de funcionários, e foram condenados a dois anos e meio em uma colônia penal.

A tragédia ocorreu em Agosto de 2017. Como resultado das inundações da mina subterrânea, oito mineiros morreram, e as informações sobre a infiltração de água na mina, chegaram alguns dias antes do acidente, mas foram ignoradas pela alta administração da empresa.

Diamantes opacos
Segundo escreve o Jornal, citando uma fonte, Na Alrosa, as compras não têm sido transparentes, e acrescenta que Ivanov, tem usado activamente a permissão do ex-primeiro-ministro Dmitry Medvedev, para não divulgar empreitadas para empresas estatais

TAGS

Por: Redacão

Partilha esta notícia:
imagem de noticia

PUBLICIDADES

1 Comentarios
Seja o primeiro a comentar sobre esta notícia...